Crenças Daninhas: Identifique-as e Acabe com elas!

É comum a nossa mente pregar-nos partidas, as coisas em que acreditamos, as crenças, condicionam a forma como nos relacionamos com outras coisas, e por conseguinte, a forma como agimos.

Como estamos a terminar um ano, considerei que podia ser interessante dar a conhecer algumas das crenças que normalmente nos atrapalham, de modo a otimizar as nossas actuações em vários contextos. Boas leituras.

-Você deseja ser perfeito, o que faz com que nunca se sinta suficientemente bom;
-Comparar-se com os outros “eu devia ser assim…” o que o vai distrair das das suas próprias qualidades;
-Esperar demasiado das suas acções ” com isto vou conseguir mudar o mundo, esta ou aquela pessoa”;
-Quando não se estabelecem objectivos claros pode haver uma sensação de não ter atingido os seus objectivos, estabeleça objectivos claros e mensuráveis;
-Quando não há um encorajamento a si mesmo;
-Quando as pessoas se esquecem de se cuidar; Estabeleça uma missão “Mimar-me” durante um determinado período;
-Criatividade, quando esta nos escapa, a incapacidade de dar novas respostas face aos problemas, aumenta. Tente ver de outra perspectiva;
-Quando não há um foco, é fácil perdê-lo de vista; Defina um foco e não se distancie dele;

Boas Revisões de 2013 e perspectivas para 2014

Casa do Vapor: A avaliação de Impacto Social de um projecto

Quando se fala em projectos de impacto social, há todo um mundo metodológico a explorar.
Da identificação do problema, à viabilidade, sustentabilidade, piloto ou crescimento.
Na definição do projecto, mais difícil que a solução que encontra-mos para determinado problema, é a identificação do problema a ser resolvido.
No Bootcamp do IES (Instituto de Empreendedorismo Social) usa-se a frase do Einstein para expressar esta realidade ” Se eu tivesse uma hora para resolver um problema, eu gastaria 55 minutos a pensar sobre o problema e 5 minutos a pensar em soluções”.

Neste momento estou a fazer uma avaliação de impacto social, fase complexa quando se fala na área social, pois se por um lado é importante sabermos quanto se gasta para mudar a vida de alguém, a mensuração desta mudança é sempre subjectiva, por estarmos efectivamente a falar de pessoas e suas dinâmicas sociais e humanas.
Como medimos a felicidade? A auto-estima? o associativismo?
Por mais escalas, ferramentas que existam, a sua selecção é difícil, pois todas elas parecem não representar na integra o que ali se passou.

Na avaliação de impacto do Projecto da Casa do Vapor, estou neste momento nessa fase, a selecção entre o SIMPLE, O SROI (que me parece sempre uma ferramenta fria e pouco humana, embora muito eficaz para avaliação da sustentabilidade) ou o Prove It.
Em breve mais informação sobre os resultados.

https://www.facebook.com/casa.dovapor.9

Na sequência de mais uma apresentação da Peça de Teatro DesConstroi, desta vez integrado no Simpósio de Voluntariado da Universidade Nova de Economia de Lisboa a Peça “VouLuntÁrio” é importante dar a conhecer esta poderosa ferramenta de transformação social nas empresas ou nas Universidades!

As de Peça de Teatro DesConstroi são peças de teatro inspiradas na metodologia do Teatro Forum, de Augusto Boal, e sempre inspiradas em dilemas da vida real. Normalmente são os próprios grupos que partilham seus dilemas com a equipa de encenação.

O que é: Uma Peça de Teatro interactivo sobre os dilemas dos colaboradores da empresa e onde o público é convidado a debater e participar (espec-actor)

Como: A Peça de teatro representa dilemas reais dos departamentos (3 a 4 cenas), na qual há um protagonista que não consegue ser bem sucedido na resolução. O público é convidado a subir ao palco, e dar respostas alternativas aos dilemas apresentados, tendo em vista a sua resolução

Porquê: Porque acreditamos que a tomada de consciência é o primeiro passo para a mudança de atitude e que através do Teatro Fórum conseguimos retratar o impacto de situações que requerem mudança e provocar acção do público.

Objectivos:
1.Despertar os colaboradores para o impacto que os dilemas profissionais podem ter nas suas vidas e consequentemente melhorar a atuação;
3.Demonstrar o impacto que cada um de nós pode ter na resolução de dilemas que parecem não ter solução;
4.Abrir o debate entre os colaboradores, fortalecendo a partilha e consequentemente as relações humanas das equipas

Troque os Jantares de Natal por uma dinâmica de grupo que fortalece o seu grupo.

O Tufão das Filipinas e a Intervenção dos Médicos Sem Fronteiras

<a href="http://http://www.msf why not look here.org.br/noticias/1761/emergencia-nas-filipinas-msf-reunira-mais-de-100-profissionais-no-pais-nos-proximos-dias/?utm_source=facebook&utm_medium=social+media&utm_content=2013-11-12_tufao_filipinas&utm_campaign=facebook-noticias”>http://http://www.msf.org.br/noticias/1761/emergencia-nas-filipinas-msf-reunira-mais-de-100-profissionais-no-pais-nos-proximos-dias/?utm_source=facebook&utm_medium=social+media&utm_content=2013-11-12_tufao_filipinas&utm_campaign=facebook-noticias