Seminário sobre a Intervenção na Crise e Saúde Mental

Hoje, dia 24 de fevereiro, a saúde mental esteve mais uma vez na ordem do dia.
Integrado na Amadora Resiliente, a ECRE (uma associação em sem fins lucrativos) tomou a iniciativa de convidar vários especialistas da área da saúde mental e intervenção da crise (da protecção civil ao responsável pela saúde mental em situações de emergência) a juntarem-se para debaterem estratégias de acção e implementação neste tipo de cenários (catástrofes ou crises) de modo a conseguir-mos estar preparados caso algo aconteça.
Eu fui uma das oradoras e fui falar da implementação de um programa de saúde mental no terramoto do Irão, de modo a poder contribuir com a componente prática deste seminário.

Da formação de guardiãos de saúde, para a necessidade de um sistema de referencia da comunidade para o sistema nacional de saúde, foram alguns dos pontos focados.

Foi sem dúvida um previlégio estar presente numa iniciativa arrojada que juntou cerca de 50 pessoas numa manha solarenga, na Amadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *